Autismo e Aspeger

Síndrome de Aspeger

Parte 1

A pessoa com Síndrome de Asperger é considerada uma portadora de limitações de autonomia. É uma forma diferente de estruturação da mente.

A Síndrome de Asperger não é classificada como uma doença médica e sim um cérebro diferente que apresenta dificuldades nas emoções. Um trabalho bem feito, com educação e orientação adequadas, pode conduzir a excelentes resultados e evidenciar talentos.

Nos estudos para elaborar o diagnóstico, a avaliação médica dos resultados das imagens do cérebro muitas vezes podem ser normais e o diagnóstico é concluído por meio de exames clínicos, estudos genéticos e observação e análise do comportamento feita pelo psicólogo.

Na Síndrome de Aspeger, são evidentes as limitações para entender sentimentos e pensamentos das pessoas. Por outro lado, percebe-se uma excelente capacidade de sistematizar, colecionar e estruturar situações lógicas.

A pessoa com Síndrome de Aspeger precisa ter consciência que o seu cérebro é diferente, ímpar e viável. Procurar valorizar essa singularidade buscando conseguir uma condição humana digna, podendo ser inserido no mundo de modo singular, próprio, porém de modo diferente.

Autora: Celiane Secunho